Revista da Terra
Home Twitter


 Começa a colheita de azeitona em plantação experimental da Epagri


   .




Começou a colheita da azeitona na plantação experimental da Epagri, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural, em Santa Catarina. Os técnicos estão animados com o resultado e acreditam que em pouco tempo a região possa receber os primeiros cultivos comerciais.

Verdes e algumas rosadas. Pequenas ou pouco maiores. São as azeitonas que vêm ganhando a atenção dos pesquisadores. Os estudos do cultivo da oliveira em Santa Catarina existem há bastante tempo. Mas foi há dois anos que a Epagri começou a colher os resultados em áreas experimentais espalhadas em 18 cidades do Estado. Em Chapecó, a planta se adaptou muito bem. São 500 pés em produção.

“Na medida em que as árvores vão tomando certa dimensão com mais tempo a campo, elas estão começando a produzir mais”, disse Dorli da Croce, engenheiro florestal da Epagri.

Hoje, o Brasil importa 100% dos produtos derivados da oliveira. Azeitonas, azeite de oliva vêm de países como Argentina, Espanha e Portugal, o que gera um custo de US$ 250 milhões por ano. Se no mercado o produto tem alto valor, para o homem do campo é uma grande alternativa de renda.

Agora, os pés estão carregados. É época de colheita. Do tomar elas vão para a sala de processamento. As maiores vão para a conserva e as pequenas se transformam em azeite de oliva. A máquina mói o fruto e faz todo o procedimento.

A Epagri de Minas Gerais também faz experiências com o cultivo da oliveira no município de Maria da Fé.



Globo Rural



  

    1 Estrela 2 Estrelas 3 Estrelas 4 Estrelas 5 Estrelas      0  Estrela/s



Voltar   Topo

 
Comentários [0]

Deixe seu comentário:









[+] Artigos Relacionados:



Voltar


Fechar 

Revista da Terra - Tudo sobre agricultura, pecuária, suinocultura e vida no campo

Desenvolvido por WW Interativa